sábado, 17 de maio de 2008

Revisando o texto...

Projetos de maior amplitude andam me tirando de algumas atividades que sempre gostei de desempenhar, ainda que apenas como hobby, entre elas a redação, a revisão e até mesmo as mixagens. A primeira que pausei foi a revisão, por um motivo muito simples: ninguém gosta de ter o seu texto alterado (e ainda ter que pagar algum dinheiro por isso). Num agradabilíssimo encontro de blogueiros brasilienses, ouvi esta pérola que me fez chegar à conclusão de que realmente não devo retornar à atividade tão cedo. Ótimo final de semana pra vocês!

Da funcionária da editora para a revisora:
- Olha, você tirou toda a essência do texto do nosso escritor.

- Mas o texto estava completamente errado, não dava para entender nada...

- É essa a essência dele.

4 comentários:

Camilinha disse...

Oi. Oi... Cê acorda cedo, hein Deputado!? rs

Engraçado essa história, porque tanto a crítica como a revisão são instrumentos que mexem com o ego das pessoas. Dessa forma, quem critica, revisa ou edita um texto, por exemplo, tem que ter um puta jogo de cintura se quiser ser bem sucedido na área... vai que, de repente, é um texto de um deputado importante, né?! Ele pode não gostar...hehe

beijos daqui...

e um ótimo final-de-semana!

Juliana Caribé disse...

Eu concordo com a Camila, principalmente por estar nessa profissão. Tem de ter muito jogo de cintura, porque as pessoas, no geral, não gostam de ser criticadas, o que, na minha opinião, é uma tremenda tolice.

Gostei do seu espaço também. Vou linkar lá no meu.

Beijos.

Camilla disse...

Eu também não gostaria de revisar o texto de outra pessoa. Como já foi dito nos comentários, muitas pessoas não entendem a correção como uma necessidade, não aceitam que a crítica é para benefício dela mesma.

Renata Cordeiro disse...

Como sou tradutora, me dá uma raiva quando mexem nome meu texto, pois gerlamente faço projetos meu com direitos de autor.
Postei um agradecimento a todos os que visitam o meu blog:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Um beijo,
Renata Maria Parreira Cordeiro